A 04 de maio decorreu uma visita de estudo dos alunos do 11.º ano da Escola Profissional do Vale do Tejo (EPVT), a Sintra e a Lisboa.

As turmas de 11.º ano dos cursos profissionais Técnico/a de Turismo e Técnico/a de Multimédia visitaram, durante a manhã, a Quinta da Regaleira, em Sintra. No Período da tarde, foi realizado um itinerário turístico pela vila, preparado pelos alunos do curso Técnico/de Turismo. Este itinerário contribuiu para uma melhor compreensão da obra de Eça de Queirós, “Os Maias”, através da organização deste percurso por Sintra e, consequentemente, pelo contacto direto com os locais onde se desenrola parte da ação. Além disso, potenciou a construção de itinerários turísticos que explorem e promovam o património histórico, cultural e literário desta vila.

Esta atividade decorreu no âmbito das disciplinas de Português e TIAT (Turismo - Informação e Animação Turística) e teve como principais objetivos aprofundar conhecimentos relativos ao estudo da obra “Os Maias”, de Eça de Queirós; conhecer monumentos importantes do património cultural português; estimular o gosto por este património, concebendo atividades práticas que visam a aquisição e a melhoria de competências e aptidões na conceção de percursos turísticos.

Por seu lado, os alunos do 11.º ano dos cursos Técnico/a de Restaurante/Bar e Técnico/a de Cozinha/Pastelaria visitaram, igualmente, a Quinta da Regaleira, durante a manhã, e, no percurso até à Quinta, assinalaram-se locais referenciados no romance queirosiano “Os Maias”. Já no período da tarde, foram para Lisboa, onde visitaram o Mercado da Ribeira e, seguidamente, visitaram o Hotel Altis Belém, unidade hoteleira em Belém.

Esta visita de estudo, no caso dos cursos de restauração, aconteceu no âmbito das disciplinas de Português, Serviço de Restaurante/Bar e Serviço de Cozinha/Pastelaria. Os principais objetivos foram, também, aprofundar conhecimentos relativos ao estudo da obra “Os Maias” de Eça de Queirós; conhecer monumentos importantes do Património Cultural Português e permitir o desenvolvimento de competências do domínio cultural; observar e identificar os vários tipos de carnes, peixes e mariscos, a sua frescura, bem como reconhecer os vários tipos de legumes e frutas utilizáveis em acompanhamentos e guarnições; identificar várias tendências e um conceito diferente de fast-food na restauração; aprofundar os conhecimentos sobre unidades hoteleiras; e observar o funcionamento interno das secções de um hotel.

Álbum de fotos aqui.